Oops...
Slider with alias dia-12-en-1 not found.

IMPORTANTES E INFLUENTES

O ano passado foi muito conflituoso para minha vida, especialmente em relação ao meu chamado e no que estou fazendo para realizá-lo. Neste tempo, onde o mundo está dividido entre o medo e a morte e onde clamam por uma voz de esperança que os leve além das circunstâncias, oro para que minha voz seja importante e influente, oro para que minhas ações e minhas palavras vão além dos meus limites e possam ser escutadas nesta geração.

Quando criança, sonhava em ser importante, famosa, aparecer na televisão (não conte isso a ninguém), ser presidente e mudar o mundo. Na verdade, quando conheci Jesus pude escolher meu futuro profissional com a intenção de ser um instrumento para Deus. Nele encontrei propósito e destino. Mas com o passar dos anos, é fácil nos acomodar em alguns momentos de nossa vida (esposas, mães, filhas, donas de casa, profissionais, líderes, pastoras) e é aí que o Senhor, mais uma vez, toca nossos corações para nos lembrar que ainda não terminamos e que nos foi dada uma voz para este tempo.

Recentemente li a história de uma mulher importante e influente em sua geração, Ida Scuder (1870-1960), uma médica e missionária que veio para mudar a vida de milhares de mulheres na Índia. Embora tenha crescido em um ambiente missionário, a última coisa que queria era morar em um país asiático. Mas bastou apenas uma noite, na qual viu morrer três meninas, para acender a compaixão e o amor pelas indianas que morriam por falta de médicas ou enfermeiras que pudessem cuidar delas, já que sua cultura proibia que um médico homem, e muito menos estrangeiro pudesse atendê-las.

Agiu. Superou seus limites. Estudou medicina, levantou fundos, foi para a Índia, fundou o primeiro hospital para mulheres e a universidade “Colégio Médico Cristão de Vellore“, onde treinou mulheres para a medicina. Seu legado permanece até hoje, os governos britânico e americano hoje reconhecem sua contribuição para a saúde pública das mulheres indianas. Ao longo de seus 90 anos, ela entendeu que o amor de Deus era uma voz importante que foi ouvida e levou salvação e cura para milhares de pessoas.

Há um exemplo muito particular na Bíblia. As filhas de Zelofeade: Maalá, Noa, Hogla, Milca e Tirza. Cinco jovens que não tiveram acesso à herança que seu pai lhes havia deixado quando morreu porque eram mulheres e não tinham um irmão homem. Em meio a uma cultura machista e injusta, essas mulheres levantaram sua voz, venceram o medo. Elas foram a Moisés e ao governo da época para reivindicar sua herança, falar pelas mulheres de seu país e dizer que não era justo o que tinha sido feito com elas. Sua voz foi importante e ouvida. Deus falou com Moisés e ele lhes disse que elas estavam certas “Não é justo” e a partir daquele momento todas as mulheres de Israel recuperaram o direito de herdar.

 

Essas mulheres importantes conseguiram o que ninguém jamais tentou. Recuperar sua herança e mudar as leis para as mulheres de uma nação inteira (Números 27 NVI).

Estou convencida de que este é o tempo de mulheres como Ida Scuder ou as filhas de Zelofeade. Mulheres como você e eu, com poder em Deus, e no poder de seu Espírito. É hora de superar medos, de vencer os limites, de sair do conforto e decidir ser importantes e influentes, com uma voz que se escute neste tempo.

 

Pastora Luisa Del Río

Versículos para estudar

DESAFIO:

  • Ore e peça ao Senhor para lhe mostrar como você pode expandir seu círculo de influência.
  • Faça uma lista de ações que te ajudarão a expandir este círculo de influência.
  • Decida sair do comum e ser uma mulher importante em seu círculo mais próximo.
Oops...
Slider with alias dia-11-en-1 not found.

ERA UMA VEZ…

Desde criança sonhava como a maioria de nós com certeza, em ter uma família grande e forte, mas sobretudo forte e unida e que continuasse firme apesar… dos ventos, das chuvas e das tempestades. As marcas que podem ser forjadas dentro de casa e principalmente nos primeiros anos de vida, são inimagináveis. O que vemos, ouvimos e o que fazemos, sem dúvida, marcarão o que seremos. Decidi em meu coração que ser mãe é um propósito eterno, que não pode ser delegado, que cada filho é único e que um caminho seguro e correto deve ser construído para que eles possam percorrer a vida. Conhecemos o Senhor e entendemos por meio da Palavra que toda pergunta e todo desafio tem uma resposta, mas não basta encontrá-la ou dizê-la, é preciso vivê-la, transmiti-la e fazê-la diariamente em meio às rotinas do dia a dia. Iván Camilo, Juan Sebastian e Santiago cresceram ouvindo a Palavra e melodias de louvor e adoração. Aprenderam a amar a leitura, a ser muito organizados em suas coisas e a guardarem seus corações como o bem mais precioso. Tivemos momentos maravilhosos e alguns muito difíceis, enfrentamos juntos doença, morte, escassez, mas permanecemos firmes pela Graça de Deus.

 

Hoje fico feliz em ver que essa mesma marca está sendo gravada no coração de Ezequiel, Mariana e Emanuel, nossos netos.

Susanna Wesley era uma mulher inglesa (1669-1742) cuja influência atingiu muitas partes do mundo. Era a caçula de uma família de 25 filhos, cresceu no meio de um lar crente. Embora não tenha recebido educação formal, aprendeu a ler com o pai e os seus irmãos e tinha um conhecimento admirável. Aos 19 anos, casou-se com Samuel Wesley, que passava muito tempo fora de casa, então ela assumiu a responsabilidade de educar seus filhos, praticamente sozinha. Teve 19 filhos, mas 9 deles morreram nos primeiros anos de vida. Esta mulher corajosa apesar de ter tanto trabalho em casa, sempre encontrou maneiras para dedicar um momento exclusivo a cada um deles, também pôde dar uma excelente educação tradicional e bíblica a todos. Embora a educação para meninas fosse limitada naquela época, ela ensinou para as filhas exatamente o mesmo que para seus filhos.

 

Em uma casa cheia de crianças, onde era difícil encontrar um lugar tranquilo, ela conseguiu priorizar seu relacionamento com Deus, dedicando duas horas por dia à comunhão com o Senhor e à leitura de Sua Palavra. Pegava sua bíblia, sua cadeira favorita e cobria sua cabeça com um avental. Todos em casa sabiam e não a interrompiam, a menos que fosse uma emergência. Nas tardes de domingo ensinava a bíblia aos seus filhos, mas seu conhecimento e a sua habilidade de se comunicar faziam com que muitos quisessem assistir seus estudos familiares, dois de seus filhos Charles e Jhon revolucionaram o cristianismo graças a formação que receberam em casa.

 

Estabelecer a comunhão com o Senhor como parte de sua vida de forma genuína, visível e prática, será o melhor exemplo para suas gerações. A leitura da Palavra, o tempo específico para cada membro de sua família e o amor de Deus farão de você uma mulher sábia que edifica sua casa. Lembre-se de que somos mulheres de influência.

 

Pastora Claudia Wilches

Versículo para estudar:

DESAFIO:

  • Trace um caminho de oração pessoal e familiar.
  • Tenha pelo menos um encontro quinzenal com cada um de seus filhos, um momento especial para ouvi-los e para ensinar os princípios de vida.
Oops...
Slider with alias dia-10-en-1 not found.

VOCÊ ESTÁ DISPOSTA?

Há uma noite na minha vida que sempre vou lembrar. Estava passando por um momento difícil, meus pais haviam se separado alguns meses antes e eu estava em um relacionamento tóxico com alguém da universidade, com quem tentava preencher o vazio do meu coração. Lembro-me que naquela noite eu me sentia tão sozinha, perdida e sem propósito que me tranquei no quarto e não conseguia parar de chorar. Comecei a falar com Deus, dizendo “Não sei se eu mereço ser escutada, mas Senhor… se tens um propósito comigo, peço que este jovem termine o relacionamento porque eu não sou capaz e que você me dê força para suportar”.

 

Não passaram mais de quarenta e oito horas e esse jovem sem motivo nenhum, terminou o nosso relacionamento, aquele momento foi muito difícil para mim, mas na minha mente só havia aquela oração feita do fundo do meu coração: Se você tem um propósito comigo… A partir daquele momento entreguei minha vida ao Senhor, me apaixonei perdidamente por Jesus, conheci a plenitude e a felicidade. Deus colocou em minha vida um líder que era muito atento comigo, éramos bons amigos e nunca imaginei o que aconteceria. Poucos anos depois, aquele líder se apaixonou por mim e eu me apaixonei por ele. Oh, oh, oh, sim! Eu me casei com meu líder! Ele conhecia o Senhor há muito mais tempo e, portanto, quando cheguei, ele tinha um grande ministério e eu era apenas uma nova convertida.

No início lutei muito pensando que não estava à altura do ministério e isso fez com que o medo me paralisasse por não sentir que eu era o suficiente. Você já sentiu que não era o suficiente para cumprir as responsabilidades que tem? Eu sei exatamente como é!! Muitas vezes fiz coisas com minhas próprias forças, não tive resultados e isso foi muito frustrante.

Hoje quero falar com você sobre uma mulher que, quando você ler sua biografia, ficará imediatamente impressionada.

Você pode imaginar o que sentiu essa mulher que desejava ser uma missionária, mas desistiu de tudo para ajudar seu marido a crescer no ministério? Qual seria a sensação de saber que ela tinha todo o potencial para realizar algo grande, mas deu marcha ré para “apenas ser mãe de 5 filhos”? Ela é Ruth Graham. Se olharmos para sua vida do ponto de vista humano, muitos diriam: Que irracional! Mas quando vemos isso com a luz da Palavra, percebemos que ela fez uma das maiores obras de influência, diminuir para que o propósito de sua família se cumprisse. Seu marido Billy Graham foi considerado o homem mais influente do século atual, mas gosto muito de algo que ele sempre dizia: Minha maior influência é minha esposa Ruth, sem ela não teria sido possível chegar aonde cheguei.

Uau! Quem faz isso? Diminuir para o outro crescer? Quando João Batista viu Jesus ele disse, é necessário que eu diminua para que Ele cresça, mas o maior exemplo de diminuir a si mesmo foi do nosso Jesus, sendo Deus se passou por servo e obediente para cumprir um propósito.

Quão disposta você está para diminuir e permitir que Jesus cresça em você, em seu marido, em seus filhos, em sua família ou nas pessoas que estão ao seu redor?

Sabe quando foi que eu parei de me sentir insuficiente e de que não estava à altura? No dia em que me renunciei para que Jesus crescesse em mim, renunciei viagens, oportunidades, minha carreira (é um caso pessoal, não interprete ao pé da letra), e também renunciei tudo o que Deus me pediu para que Jesus crescesse em mim e na minha família.

Quanto mais você renuncia a si mesma, mais Deus é glorificado e te levará a lugares inimagináveis ​​onde poderá influenciar os outros, não por quem você é ou por seus talentos, mas por causa do tamanho de Deus em você. Tenho visto o início do cumprimento do propósito de Deus em minha vida todos os dias que tenho a oportunidade de respirar.

Só foi necessário que eu diminuísse para que Ele crescesse.

Con Amor
Pastora Fanny

Versículo para estudar:

DESAFIO:

  • Hoje teremos um desafio diferente! Você vai pensar em 3 pessoas que pode ajudar. Você vai se diminuir naquilo que tinha pensado e fará atos de serviço a elas para que possam ser abençoadas.
Oops...
Slider with alias dia-3-en-1 not found.

O LUGAR DA MINHA BÊNÇÃO

Jamais esquecerei aquele dia em que meu marido estacionou o carro na beira da estrada e eu lhe perguntei: “O que foi meu amor, por que você está parando?”, e ele disse: “Vamos orar porque de agora em diante esta será nossa terra prometida.” Depois de oito horas viajando, o momento tão esperado chegou. Estávamos entrando na região do Vale do Cauca, éramos só nós dois e a promessa de que o nosso Deus nos sustentaria.

 

Chegando na bela cidade de Santiago de Cali, tudo era muito diferente, começando pelo clima, pois era a época mais quente do ano e sentia que meu corpo não tinha sido feito para suportar tanto calor. Além disso, quem que chama a massa folhada (aquela em forma de corações) de orelhas? Ou os biscoitos de cucas? Ou em vez de fazer um lanche, dizer que está na hora de fazer algo? Como eles são estranhos, pensei, e a realidade mais triste foi ver, cara a cara, a orfandade de centenas de jovens abandonados pelo desejo de seus pais de enriquecer rapidamente e ir para outra terra sem pensar na dor que isso causaria. O que nunca havia pensado é que este seria o lugar da minha bênção, o lugar onde eu escutaria algumas vezes “você é minha mãe-pastora”, o lugar onde Deus me daria dois filhos, e o lugar onde quem nunca esteve em trabalho de parto, gritaria de alegria.

 

Eu estava lendo sobre a vida de Amy Carmichael. Ela nasceu em 1867 na Irlanda do Norte e foi uma missionária na Índia. Não sei se eu conseguiria morar lá, mas para Amy, não foi um problema aprender a língua, vestir-se com roupas indianas, pintar a pele de marrom escuro com saquinhos de chá e café e viver entre mulheres indianas.

 

Por ser a pobreza uma condição geral, era comum os pais venderem seus filhos para a prostituição dos templos, acreditando que encontrariam o favor dos deuses. Isso fez de Amy uma grande defensora das crianças e por cinco décadas ela ajudou a resgatar e a criar mais de mil crianças que cresceram amando Jesus. Elas se sentiam tão amadas que a chamavam de “Amma” (“mãe” na língua tamil).

 

Amy sabia que a Índia era o lugar de sua bênção e que o serviço era prestado com profundo amor a Deus e às almas que não conhecem o Evangelho.

Embora Amy tenha enfrentado uma grande oposição, seus esforços e seu trabalho incansável como reformadora social ajudaram a mudar a lei na Índia para proteger as crianças de abusos. Nos últimos 20 anos de sua vida, ficou em uma cama escrevendo livros e poemas que circularam pelo mundo. Todos os seus escritos tinham um tema constante: “Fomos salvos para servir.”

 

Que inspiração de mulher e que legado! Sua vida nos lembra que a melhor maneira de investir em nossas vidas é onde Deus nos coloca.

 

Ao lermos sua história, podemos nos perguntar: Estou no lugar que o Senhor preparou para que eu andasse com Ele? A vida de Amy te inspira a levar o evangelho a outras mulheres e meninas vulneráveis? Hoje agradecemos pela vida de Amy e por todas as mulheres que pregam incansavelmente o evangelho e trabalham para defender os direitos dos mais desfavorecidos

 

Martha Iriarte

Versículo para estudar

DESAFIO:

  • Peça ao Espírito Santo para mostrar como você pode servir aos outros, escreva em uma folha de papel e faça isso.
  • De forma criativa, de acordo com suas habilidades, compartilhe o amor de Deus com outra mulher e marque como #MulheresDeInfluencia
Oops...
Slider with alias dia-9-en-1 not found.

QUANDO AS ONDAS BATEM

Casei muito jovem e minha família começou a crescer rapidamente, e também os compromissos financeiros. Junto com meu marido, vivíamos cada dia como uma conquista. Passávamos por momentos difíceis: palavras erradas, atos que deixavam feridas no meu coração, coisas que nunca pensei que experimentaria na minha casa. Parecia um barco batendo na água prestes a afundar, mas o plano de Deus estava em movimento.

 

Meu marido conheceu Jesus em uma célula, ficou de joelhos e quando se levantou, era realmente outro homem! Por muito tempo não acreditei em sua mudança. As profundas feridas em meu coração não me permitiam ver o que Deus havia feito nele. Por isso, depois de muito tempo e de muitas discussões em casa, pedi que ele fosse embora. Ele, frustrado, pegou suas malas e saiu pela porta. Quando eu vi que estava saindo de casa meu coração bateu forte e naquele exato momento Deus usou sua vida para trazer a convicção de pecado a minha. Naquele momento ele se virou e disse: “Mariela, que o Senhor cuide de você”. Não passou muito tempo e essas palavras ecoaram na minha cabeça. Senti como Deus se revelou na minha vida e o temor Dele veio até mim, fiquei de joelhos e disse: “Esteban, mostre-me o seu Deus e como posso me relacionar com Ele”. Daquele dia em diante minha vida foi totalmente diferente.

 

Deus usou essas grandes dificuldades em nossa casa para nos levar a Ele e o Senhor se tornou meu maior refúgio. Encontrei em Deus esperança, amor e perseverança para acreditar que tudo ficaria bem. Todas as vezes que as ondas bateram com força, embora meu barco tivesse se movido, Ele esteve presente. Ele é o Deus de ontem que veio ao meu encontro, o Deus de hoje que tem nos sustentado e o Deus de amanhã em quem posso confiar.
Existe uma mulher com quem podemos aprender muito, seu nome é Kim Sunghae Cho, esposa do pastor David Yonggi Cho e conhecida por muitos como “Omani” (mãe em
coreano).

Embora Kim tenha desempenhado papéis diferentes ao longo de sua vida: esposa, mãe, pianista, compositora, professora de piano, presidenta da Universidade Hansei, escritora e pregadora, seu início não foi fácil. “No mar da vida, há tempestades que ameaçam…” (O Senhor está sobre as ondas, Kim Sunghae, 2013). Kim teve que enfrentar diversas tempestades que, às vezes, quase afundaram seu barco como: pobreza, doença, solidão, timidez, entre outras. Mas em meio a todas as circunstâncias, ela decidiu se apegar a Deus e confiar em sua graça. Ela entendeu que esses tempos de tempestade e dificuldade seriam uma bênção, se ela decidisse invocar plenamente o nome do Senhor.

 

Cada avanço implicava dificuldades, as mesmas que a levaram a aumentar o seu nível de oração e clamor, mantendo-se firme na promessa, sabendo que: Jamais afundaremos porque Ele se glorifica nas nossas dificuldades.

CONCLUSÃO

 

Você pode estar passando por uma tempestade neste momento e pode sentir que seu barco vai afundar, mas é nesse momento que você deve lembrar que, em meio à tempestade, é preciso contemplar o Senhor. Ele é quem te sustenta com Sua mão de poder. Fique firme em sua palavra e lembre-se que de joelhos vivemos o milagre de Deus, porque Ele sempre virá para nos ajudar. Deus não nos abandona no meio de uma tempestade!

 

Pastora Mariela

Versículo de estudio:

DESAFIO:

  • Leia os textos bíblicos acima, destaque as promessas e confesse-as em sua oração e durante o seu dia.
Oops...
Slider with alias dia-8-en-1 not found.

TRANSFORME SUA CRISE EM BÊNÇÃO

Há 21 anos Deus nos disse: deixe sua terra e seus parentes e vá para outra cidade que eu mostrarei a você. Em poucas semanas, partimos para nossa terra prometida – Durango, México. Saímos com grandes sonhos e começamos uma igreja que agora pastoreamos. Conversava com meu marido sobre envelhecer e servir a Deus juntos, cumprindo o chamado que Deus nos deu como família.

 

Há cinco anos, passamos por um dia que ninguém esperava, meus filhos e eu recebemos a notícia da morte inesperada e incomum de meu amado marido. Receber essa notícia foi muito doloroso e preocupante, não sabia como orar nem o que pensar, sentia que tudo desabava. Durante várias semanas tive a sensação de que caminhava sobre nuvens… porque não encontrava um chão estável para caminhar e sentia que estava vivendo em câmara lenta. Derramei muitas lágrimas, mas aprendi a derramá-las diante de Deus que trouxe um verdadeiro e profundo consolo, então comecei a ter uma força sobrenatural, descobrindo, de uma nova maneira, quem era Deus para meus filhos e para mim, pois Ele me ajudou a não desistir. Eu O conheci como meu Marido, o Pai de meus filhos, meu Guia, meu Mestre, porque aprendi a tomar maiores doses de Sua Palavra, e isso trouxe uma nova natureza e uma nova dimensão de fé. Começamos a ver Sua Mão operar em todas as áreas de nossas vidas. Aprendemos que Seus planos e pensamentos para nós são muito mais altos e maiores do que os nossos.

 

Agora posso dizer: “Abençoada crise que me fez crescer e depender Dele.” A dor começou a se tornar uma grande bênção, e embora eu tenha saudades do meu marido, ainda assim posso dizer Glória a Deus por aquele dia que transformou minha vida e a dos meus filhos, agora desfruto ser essa pastora que Deus pensou que eu seria. O LEGADO QUE MEU MARIDO DEIXOU, coloco em prática com minha família, crendo que Deus nos trouxe a essa terra para deixar uma marca profunda, pregando o precioso evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo para esta geração..

Fico muito impressionada com a história de uma mulher chamada Elizabeth Elliot, embora ela tenha nascido em Bruxelas, cresceu nos Estados Unidos. Inspirada pelo trabalho missionário de seus pais, quis seguir seus passos e começou a estudar grego na universidade, desejando um dia poder traduzir a Bíblia de maneira simples para dialetos desconhecidos e levar a Palavra a quem não tinha a oportunidade de ler.

 

Na universidade, conheceu Jim Elliot, que foi seu marido em 1953, no Equador. Três anos depois, ele foi assassinado por uma perigosa tribo indígena que tentava evangelizar, deixando Elizabeth viúva e com uma bebê pequena. Apesar dessa difícil experiência, Elizabeth NÃO DESISTIU, quando todos estavam esperando seu retorno, ela decidiu ficar naquela terra até poder pregar para esta tribo, demonstrando um genuíno amor por eles. Sua experiência e dedicação como missionária deixaram uma referência do que Deus pode fazer em meio à dor: Transformá-la em uma bênção.

 

Assim como ela foi uma inspiração para muitas pessoas, você também pode ser e influenciar milhares de mulheres, se aprender a reagir nos momentos difíceis de crise e dor.

 

PERMITA QUE DEUS CURE SEU CORAÇÃO! Entregue tudo como Elizabeth, isso permitirá que você ajude quem estiver precisando.

Elizabeth

Versículo para estudar

DESAFIO:

  • Se você estiver em um momento de crise ou dor, permita que o Espírito Santo inicie esse processo de cura em seu coração.
  • Entregue tudo a Deus e refugie-se Nele.
  • Não tente entender tudo, mas tenha a certeza de que, se você o ama, Deus a usará para o bem da sua vida.
  • Mergulhe na oração e na Palavra, e que isso seja o seu remédio. Tome maiores doses: de manhã, tarde e noite.
Oops...
Slider with alias dia-7-en-1 not found.

LIBERDADE, UM DESAFIO

A vida já tem muitos desafios e eles são maiores quando Deus não faz parte da sua vida.

 

“No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor”.
1 João 4:18 NVI

 

Conheci Jesus aos 16 anos e quando tive um encontro com Ele, aprendi a orar e entendi que sem Ele era impossível viver, porém, me afastei e tomei decisões erradas, porque era escrava do medo.

O medo é uma armadilha que te bloqueia, enfraquece e te deixa sem força. Mas um dia encontrei um abraço, “O Abraço do Pai”, essa experiência me libertou do medo e escreveu uma nova história para mim através do sangue de Jesus.

Harriet Tubman nasceu em 1820, mas até hoje continua sendo uma inspiração para as mulheres no mundo inteiro. Ela é uma referência por causa de sua determinação perante os obstáculos. Antiescravista, defensora dos direitos dos mais vulneráveis ​​e mulher de fé em Deus, ensinou a lutar pela liberdade.

 

Pode-se dizer que ser livre é o presente mais lindo que alguém pode receber. No meu caso, quando aceitei o sacrifício da Cruz, aceitei o dom da liberdade, já não sinto medo nem angústia, pois compreendi que poderia ter uma vida livre, sem escravidão. Quando Jesus me visitou, Ele mesmo me libertou, porque antes eu sentia que era escrava do medo e do pecado.

 

Estar longe de Jesus significa viver na escravidão. A maioria das pessoas não percebe que são escravas. Elas podem ser escravizadas por outras pessoas sem perceber, também por um vício ou religião. Existem muitas formas de escravidão.

Quem melhor para valorizar a liberdade do que alguém que nasceu na escravidão? É o caso da mulher de influência com quem aprendemos hoje, Harriet Tubman. Ela nasceu em Maryland, filha de pais escravos, mas se recusou a aceitar o mesmo destino, fugiu em 1849 e conseguiu chegar no Norte do país. No entanto, não estava satisfeita com sua própria liberdade, então ela dedicou sua vida a ajudar pelo menos trezentas pessoas escravizadas a escaparem. Para conseguir isso, ela teve que retornar ao Sul do país em dezenove viagens longas, indo e voltando várias vezes. Ela resgatou seus pais de setenta anos, irmãos, sobrinhos, e embora oferecessem uma recompensa por ela, continuou conduzindo dezenas de pessoas à liberdade, cruzando perigos, viajando à noite e em extremo sigilo. Eles a chamavam de “Moisés”.

 

A força impressionante de Harriet Tubman vinha de Deus, pois ouvia a voz Dele enquanto conduzia os escravos para o Norte e ia para onde Deus a conduzia. O abolicionista Tomás Garret disse: “Nunca conheci alguém de cor que tivesse tanta confiança em Deus”.

 

A vida de Harriet Tubman serve de inspiração para tomarmos a decisão de ajudar a tirar outras pessoas da escravidão e para ter coragem de servir aos outros. O desafio de hoje é refletir em como ser uma heroína para outras mulheres, pois você se torna uma quando na oração você busca forças na fraqueza, encontra coragem, estratégia e paixão.

Pastora Anita Alonso

Versículo para estudar:

DESAFIO:

  • O desafio para as mulheres que seguem Jesus é aproximar-se da realidade de outras mulheres que passam por sofrimento, como as mulheres que são vítimas de violência, as que estão em hospitais, as que foram deslocadas ou estão presas. Talvez nestes tempos difíceis que a humanidade atravessa, muito possa ser feito, em todos os lugares há mulheres desempregadas, camelôs e pessoas necessitadas.
  • Um desafio maior seria realizar ações que ajudem a aliviar a situação de muitas mulheres. Você pode começar com pequenas ações, como Harriet Tubman, Deus mostrará o caminho.
Oops...
Slider with alias dia-6-en-1 not found.

UMA MULHER DE INFLUÊNCIA

Querida amiga, você sabia que existem planos maravilhosos para sua vida?

 

Talvez como eu, em algum momento você se perguntou: Foi só para isso que nasci? Encontrei uma verdade preciosa na palavra de Deus, pois a bíblia diz que Deus a criou com um propósito, e você deve acreditar.

 

Quando comecei minha caminhada com Cristo, meu coração ardia de paixão por Ele e pelas almas, dentro de mim havia uma sede genuína de compartilhar a salvação que recebi. O meu contexto cultural, a família em que nasci e as situações que vivi na minha juventude moldaram a forma como me olhava, não conseguia ver além dos meus medos e inseguranças, muitas áreas da minha vida tinham que ser curadas e renovadas por seu Espírito. Meu marido, que também teve um encontro com Jesus, é um homem de personalidade carismática e o fogo do primeiro amor rapidamente o transformou em um grande evangelista. Não vou mentir para você, naquele momento me senti tentada a ser apenas seu apoio. No entanto, o Senhor em seu amor, abriu meus olhos e me permitiu ver o plano que Ele traçou para mim, ser uma ferramenta poderosa em suas mãos. Desde aquele momento, mais de 25 anos se passaram e entendi que Ele tem colocado sua mensagem em minha boca, e é meu dever cumprir seu chamado supremo: pregar sua palavra e ser uma influência de mudança para muitos.

Há uma mulher cujo testemunho me impactou profundamente, não apenas porque ela assumiu seu chamado pessoal com paixão e determinação, mas também porque conseguiu se unir ao marido e à família para impactar sua geração. Em um dos tempos de maior escuridão e decadência social, na Inglaterra do século XIX, uma mulher com uma profunda paixão pelos perdidos se levantou e foi pioneira em um dos maiores movimentos evangelísticos e sociais da história. Esposa do pastor metodista e co-fundadora do Exército de Salvação, Catherine e seu marido William Booth, iniciaram em 1865 um movimento com foco social voltado para as pessoas perdidas no álcool, drogas e prostituição. Até hoje, o “Exército de Salvação” tem chegado a milhões de pessoas em mais de 132 países, no decorrer de mais de 150 anos, ela esteve apoiando seu marido no ministério e visitando as casas de famílias com problemas de alcoolismo. Esse fogo que ardia em seu coração a levou a se aventurar na pregação, numa época em que não era comum ver mulheres pregando o Evangelho. Ela teve que enfrentar a descrença e a oposição de muitos, situação que a levou a mergulhar nas Escrituras, pois somente ali ela encontrava os argumentos sólidos para participar ativamente no ministério e proclamar o Evangelho.

 

Com o apoio de seu marido, escreveu um folheto, Ministério feminino: O Direito da Mulher de Pregar o Evangelho. Motivada por William a falar durante um de seus sermões, iniciou o ministério como uma pregadora poderosa. Catherine foi conhecida como a “Mãe do Exército”, dedicou-se a trabalhar em equipe com o seu marido conhecido como “O General” e com seus 8 filhos, em grandes movimentos evangelísticos. Amo a história dos Booths, uma família de propósito, amor, paixão e entrega total!

 

O chamado de Deus se tornará uma realidade em sua vida, Ele equipou você com talentos únicos, fez de você seu instrumento para levar a salvação e a transformação social, e embora às vezes pareça que sua vida não tem sentido, não desanime, os sofrimentos, aflições e provações fazem parte desse processo, e cada dia que passa você vai se aproximando mais.

 

Deus cumprirá seu propósito em você!

Pastora Maribel Munar

Versículo para estudar:

DESAFIO:

  • Separe um tempo para refletir hoje.
  • Sua paixão e determinação por Jesus têm te levado a pregar a mensagem de salvação?
  • Você conseguiu se unir à sua família para impactar essa nova geração?
  • Pergunte a Deus como Ele deseja que você O sirva por meio do que Ele te entregou!
Oops...
Slider with alias dia-2-en-1 not found.

ENCONTRE SEU PROPÓSITO

Alguma vez você já se perguntou sobre qual é o plano de Deus para sua vida? Por muitos anos eu me perguntei a mesma coisa. Nasci em uma família cristã, tenho pais maravilhosos e desde pequena tenho visto grandes milagres, mas mesmo assim, sempre me perguntava sobre o que Deus queria fazer comigo.

 

Acho que todos nós passamos por momentos em que nos perguntamos a mesma coisa: O que vai acontecer? Qual é o plano de Deus para minha vida? Provavelmente, neste momento, você deve sentir a mesma coisa. No entanto, quero contar o que descobri nesses últimos anos.

 

Encontrar seu propósito é um processo. Deus sempre nos mostra aos poucos o que devemos fazer e onde temos que estar. Enquanto acontece esse processo, é importante continuar trabalhando na sua própria vida, porque você nunca sabe quando Deus vai te chamar, então você deve estar sempre preparada.

 

O que você pode fazer enquanto espera? Fortalecer seu relacionamento com Deus, trabalhar seu caráter, renovar sua forma de pensar ou apenas aproveitar o processo! Deus tem tudo sob controle.

 

Encontrar seu propósito é um ato de fé. Para viver e caminhar nele, você sempre terá que deixar coisas para trás e, para isso, precisará de fé. Há quatro anos, Deus me chamou, junto com meu marido, para deixar meu país de nascimento, a Holanda, e começar uma igreja na Espanha. Tive que deixar minha família, meu trabalho e minha zona de conforto e chegar a um país sem conhecer sua cultura, seu povo e seu idioma. Foi um grande desafio, mas minha fé em Deus e Seu propósito me deram coragem para dizer sim ao meu chamado.

Querida mulher, o que você deve deixar para trás? Talvez não seja o seu país, mas sim uma memória triste, um relacionamento tóxico, um hábito destrutivo, talvez pensamentos negativos, inveja e comparações. Para realmente abandonar tudo isso, você precisa ter fé e acreditar que tudo o que você deixar por causa do seu propósito, será recompensado.

Encontrar seu propósito fará com que você possa impactar a vida de outras pessoas. Quando obedeci ao chamado de Deus, embora não tenha sido fácil na época, pude ver, depois de um tempo, que isso trouxe um grande impacto a muitas pessoas. Hoje tenho o privilégio de ser pastora e ver muitas vidas transformadas através da mensagem de Jesus. Quando você se determinar a crescer, trabalhando em você mesma e dando passos de fé, você perceberá que sua influência se multiplicará de tal forma que impactará centenas de pessoas ao seu redor.

Admiro a vida de Katie Davis, uma jovem missionária americana que deixou tudo para
começar uma missão em Uganda, ajudando crianças vulneráveis. Ela é um reflexo de como Deus pode usar a vida de qualquer mulher que decidir andar em Seu propósito, para transformá-la em uma mulher de influência. Katie Davis passou por um processo e no meio dele exerceu sua fé, e o fruto disso, impactou centenas de vidas. Adotou 13 meninas e criou uma Fundação na qual as crianças desta bela nação são educadas.

Ao estudar a vida de diferentes personagens da bíblia, vemos que Deus é um Deus de processos, que pela fé nos leva a alcançar Seu propósito que nos permite influenciar milhares de pessoas.

Isaías 51:2
Olhai para Abraão, vosso pai, e para Sara, que vos deu à luz; porque era ele único, quando eu o chamei, o abençoei e o multipliquei.

Pastora Esra Barrios

Versículo para estudar

DESAFIO:

  • Escreva três áreas nas quais você deve se preparar para encontrar seu propósito.
  • Escreva três coisas que você deve deixar e descreva a influência que você poderia ter sobre outras pessoas quando fizer isso
Oops...
Slider with alias dia-1-en-1 not found.

VOCÊ VAI SE ENCHER DE RISOS

A alegria é um dos presentes mais bonitos que recebemos quando aceitamos Jesus em nossos corações. Amo rir em voz alta, abraçar com força e comemorar grandes e pequenos milagres, mas nem sempre foi assim. Por muitos anos lutei com uma tristeza contínua, uma nuvem escura que me perseguia e atacava toda a beleza que Deus me dava diariamente. Lamento ter perdido tanto tempo aceitando isso na minha vida, mas decidi sair dessa situação. Na verdade eu não podia fazer isso sozinha, nem na minha força, Deus usou o livro de Filipenses, (que li por 30 dias, 2 capítulos pela manhã e 2 capítulos à noite), e a vida de uma mulher muito corajosa chamada “Corrie Ten Boon”, que com seu testemunho no livro “O Refúgio Secreto” (Editorial Palavra) me mostrou o segredo de viver na alegria de Deus.

 

Corrie nasceu na Holanda, onde seu pai tinha uma oficina de relógios de muito prestígio. Eles eram uma família feliz que amava servir a Deus e sua comunidade. Quando os nazistas começaram a perseguir os judeus, eles tomaram uma decisão muito difícil, arriscar suas vidas para esconder o povo de Deus em suas casas. Eles criaram uma passagem atrás de um armário no quarto da Corrie para esconder 6 ou 7 pessoas ali, por algumas horas, dias e até meses, mas depois de um tempo eles foram traídos por alguém que os denunciou e toda a família foi levada para os campos de concentração para viver um pesadelo horrível.

 

Privados de tudo, eles viajavam em vagões de trem como gado por horas, as pessoas faziam suas necessidades aí, junto com todos os outros, sem ter água ou comida. Separadas da família, Corrie e sua irmã mais velha Betsie chegaram a seu destino. A partir daquela noite elas dormiam no meio de baratas e piolhos, suas boas comidas mudaram para água fervida com batata, sua cama quente foi transformada em uma tábua que não tinha colchão, seu trabalho dentro de uma casa agora mudou para um trabalho na neve e no vento gelado.

Todos os seus direitos foram violados, seus sonhos desfeitos, sua família destruída e separada, mas ela encontrava conforto, ânimo e paz todas as noites lendo as palavras que o apóstolo Paulo escreveu da prisão aos Filipenses (ela conseguiu esconder um pequeno Novo Testamento dentro de sua roupa, e essa foi a sua força).

Quando li seu testemunho me senti confrontada, como uma mulher que havia perdido tudo não perdeu a alegria, o segredo é que ela foi capaz de perdoar todos aqueles que lhe causaram tanta dor. Ela perdoou a pessoa que os denunciou, perdoou os guardas dos campos de concentração que a maltrataram, que bateram nela e a humilharam. Ela perdoou aqueles que a deixaram nua para andar na frente deles, perdoou todos aqueles que participaram do desgaste físico e mental que mataram o seu irmão, irmã e pai. Milagrosamente, em um dia chegou a sua liberdade, e soube que Deus a deixou com vida para levar ao mundo a poderosa mensagem que ela e sua irmã Betsie tinham aprendido no campo de concentração: “Não existe uma dor que seja tão profunda que o amor de Deus não possa curá-la”. Corrie Ten Boom viveu muitos mais anos para testemunhar que Deus pode te ajudar a perdoar as maiores injustiças e que, apesar das coisas terríveis que você teve que viver, Ele ainda pode te encher de risos.

Por Perla Mora

Versículo para estudar

Desafio:

  • Identifique qual ferida ou dor em sua alma está roubando sua alegria.
  • Faça uma oração e perdoe aqueles que a machucaram.
  • Decida viver na alegria de Deus.